O tamanho e desenho de uma zona de estar

Cozinhas

A cozinha é onde toda a família se reúne para as refeições, sentar os amigos e passar muito tempo. Por isso, são necessárias cadeiras e sofás confortáveis para garantir que há espaço suficiente para todos. Muitas pessoas optam também por um sofá de cozinha, que é uma solução prática e funcional. É importante seleccionar a melhor opção.

O que precisa de ter em mente ao escolher um recanto de cozinha

A escolha de mobiliário adequado está agora disponível para se adequar a todos os tamanhos de divisões e estilos interiores. Razões para a popularidade dos recantos de cozinha:

  • Tamanho compacto – este tipo de design de área de jantar é frequentemente escolhido pelos proprietários de apartamentos e casas com pequenas cozinhas. Há mais lugares sentados do que com cadeiras clássicas, bancos.
  • Variedade – os designers oferecem recantos que se adaptam a diferentes estilos de interiores, feitos de diferentes materiais para se adaptarem a todos os gostos e cores.
  • Funcionalidade – a maioria dos recantos e recantos modernos foram construídos em armazém e outras características tais como prateleiras ou estantes completas.

Um recanto de cozinha para sala de jantar inclui: um sofá com uma base em forma de L estofada, uma mesa e 2-3 banquetas. Os extras opcionais podem ser pufes, acentos decorativos sob a forma de almofadas, etc.

Se a cozinha difere do tamanho padrão, a melhor solução seria encomendar um projecto ou desenho de desenho individual. Desta forma, é possível integrar as unidades de assento no canto da cozinha.

Ao escolher um sofá de canto para a zona de jantar, é aconselhável considerar a localização do sofá. É necessário saber o tamanho exacto da cozinha ou espaço e a relação com peitoris de janelas, portas, tomadas, interruptores e outros detalhes padrão.

Antes de comprar, é importante considerar o maior número possível de utilizações para este mobiliário, especialmente se o sofá puder ser transformado em espaço de dormir adicional. É necessário escolher onde retirar a mesa, as restantes cadeiras, para evitar erros típicos.

Uma desvantagem significativa deste tipo de mobiliário de cozinha é a solidez da base do sofá. As variações modulares dos cantos começaram a produzir-se relativamente recentemente. Devido à sua mobilidade, os modelos dobráveis tornaram-se mais populares. Outras características:

  • O recanto da cozinha pode ser adaptado como um posto de trabalho num pequeno apartamento ou casa.
  • Se colocar um aparelho de televisão em frente ao sofá (de preferência utilizando modelos com mecanismo reversível), terá um lugar adicional confortável para relaxar com a família, amigos enquanto toma chá, vê as suas séries de televisão ou cinema preferidos.
  • A combinação de um recanto de cozinha com uma cama torna possível optimizar o espaço (especialmente nos estúdios).

Os modelos de canto estão constantemente a ser melhorados, tornando possível transformar mesmo uma pequena cozinha num espaço acolhedor para comer, trabalhar e relaxar. E a construção de todas elas é muito simples.

Escolher o melhor tamanho e materiais

Para que o recanto encaixe de forma ideal na cozinha ou área de jantar, é necessário decidir antecipadamente o tamanho do mobiliário, os materiais de fabrico e design.

O mobiliário de tamanho generoso constitui uma parte fundamental da sala e os tecidos, louça e outros artigos decorativos e funcionais precisam de ser coordenados.

O recanto certo da cozinha caberá em qualquer interior e pode ser adaptado para se adaptar a diferentes necessidades e gostos. Antes de mais, é necessário escolher possíveis soluções interiores, calcular o orçamento, as dimensões (largura, altura) e as capacidades da sala, o número de assentos necessários, a colocação de mobiliário e outras nuances.

Cores e formas dos recantos de cozinha

A criação de um espaço acolhedor é impossível sem a escolha certa de cor. A área de refeições e de trabalho pode ser concebida da seguinte forma:

  • O mobiliário de cozinha, paredes e detalhes a executar no mesmo campo de cores utilizando tonalidades diferentes.
  • Fazer do canto o elemento chave que chama a atenção.

O primeiro é utilizado em salas de tamanhos variáveis, o segundo apenas em cozinhas de grandes dimensões.

Recentemente, têm sido utilizados mais frequentemente tons claros – naturais, quentes, sem quaisquer detalhes “cintilantes”, combinando com os estilos de ethno, country e Provence. O estilo Branco Total está a ganhar popularidade – uma cozinha completamente branca ou leitosa (incluindo a kitchenette) com alguns sotaques (guardanapos, almofadas).

Uma combinação de cores opostas – preto e branco, por exemplo – é popular. Os recantos de cozinha com elementos dourados tornaram-se um verdadeiro sucesso. O ponto principal é que a proporção de sombras escuras não deve ser superior a 60% do total, com a excepção dos interiores num estilo apropriado. O preto vai bem com bege, café, mostarda e turquesa.

Uma opção clássica é a utilização de castanho ou chocolate. Tais tonalidades criam uma sensação de fiabilidade, estabilidade e prosperidade para os proprietários.

Se optar por utilizar duas cores diferentes, mas iguais, é importante escolher a mesma profundidade de cor. Caso contrário, não há maneira de se conseguir uma imagem unificada e bela do interior, haverá uma sensação de “garra”.

Não abusar da utilização de múltiplas cores – não mais do que 3. O ideal é usar duas tonalidades como base e algumas para sotaques. O cinzento, por exemplo, é considerado neutro e ajuda a “acalmar” o interior, contornando os duros contrastes. As variações calmas de pérola, grafite ou granito são adequadas para o recanto da cozinha.

As cozinhas bege ou ‘chá’ são óptimas se não tiver a certeza da escolha final. É fácil combinar mobiliário de cores vivas com uma tal “base” e depois mudar para mobiliário novo conforme desejado. Salada ou verde irá dar um toque leve e fresco à cozinha. Verde escuro com a quantidade certa de profundidade acrescentará elegância.

Um recanto de cozinha com elementos amarelos ou alaranjados irá levantar o seu espírito à noite e animá-lo de manhã. Combinações com azul ou cinzento da moda também funcionariam. Contudo, não exagere a quantidade de cor – é mau para a psique, especialmente para os idosos. A combinação de preto e amarelo parece interessante.

O roxo é considerado uma solução invulgar. A sombra combina com metal, madeira, vidro. Adequado para decorar a sala nos estilos moderno, de alta tecnologia, techno.

Design de sofás no interior de uma pequena cozinha

Numa pequena cozinha, é importante utilizar o máximo de espaço. O sofá de canto barato é considerado a opção mais adequada – obtém-se mais lugares sentados, o mobiliário cabe facilmente em qualquer interior.

A versão semi-circular com gavetas extra acrescenta espaço de armazenamento para artigos essenciais tais como louça, vegetais e outros alimentos. São utilizados dois tipos de construção – um mecanismo de arrancamento e um banco articulado. A primeira é adequada se não precisar de tirar coisas e guardá-las a toda a hora. Para abrir estas gavetas, terá de afastar sempre a mesa e as cadeiras. Por conseguinte, o segundo tipo é utilizado com mais frequência.

Um sofá elegante com mecanismo de deslizamento proporciona um espaço adicional para dormir ou sentar. É melhor usar sombras claras – expandem visualmente o espaço. Existem vários tipos de layout:

  • Dolphin – o espaço extra para dormir desliza por baixo do sofá.
  • Estante – um esquema simples, fácil transformação através do encosto.
  • Dobradura – outro nome figurativo “cama dobrável francesa”, o princípio de funcionamento é semelhante, mas para aplicação permanente (muito menos diária) não é adequado.

A versão não dobrável é um canto com um sofá do tipo “banco”. Neste modelo raramente são utilizadas gavetas adicionais, stands, mas o mobiliário parece fácil e ocupa pouco espaço, decorado com almofadas, almofadas, apoios de braços.

O canto de cozinha estofado para a zona de jantar é uma grande opção para cozinhas pequenas e grandes. Versatilidade, uma vasta gama de modelos, diferentes estilos e variações permitem-lhe encaixar tais móveis em qualquer interior. É por isso que eles são uma das formas mais populares de decorar a sua área de jantar. É importante calcular previamente as dimensões do sofá, pensar na disposição da mesa e das cadeiras e escolher as cores.

Design Vagrant