Escolha de uma bancada com sistema de arrumação para uma pequena cozinha

Soluções

Um banco na cozinha é adequado para pessoas que gostam de receber hóspedes na sua casa. Este tipo de mobiliário pode acomodar um grande número de pessoas numa sala sem ocupar muito espaço, ao contrário das cadeiras. Mas mesmo que os hóspedes não venham muito frequentemente a casa, o banco será uma grande alternativa às cadeiras e sofás de canto habituais.

Vantagens e desvantagens das bancadas com encosto para a cozinha

Um banco de cozinha tem uma série de vantagens em relação a outros, familiares a todos os móveis.

  • Cria mais espaço na sala. As cadeiras podem parecer mais compactas do que um banco, mas ocupam mais espaço. Um banco é como um sofá, mas sem a atribuição de lugares. Isto permite que mais pessoas se sentem à mesa do que nas cadeiras.
  • Conforto. Um banco é mais frequentemente estofado, o que oferece mais conforto aos hóspedes do que cadeiras duras.
  • Versatilidade. Com este tipo de mobiliário, não só se pode poupar espaço, como também utilizá-lo para armazenar pratos ou cereais. Para o fazer, é necessário escolher um modelo com um assento articulado. Há também opções, que podem ser facilmente convertidas em cama. Se os convidados decidirem passar a noite, é a solução perfeita.
  • Mobiliário de cozinha com estilo. A maior parte das vezes, há cadeiras normais na cozinha. Um banco terá um aspecto invulgar e elegante, chamando a atenção para si próprio.

Mas para além das vantagens, há uma série de desvantagens:

  • Tamanho. Embora um banco em casa poupe espaço, mas apenas em quartos espaçosos. Com salas pequenas, esta regra não funciona. Especialmente se o banco for direito e longo. Pode resolver este problema através da compra de um sofá de canto.
  • Também é inconveniente quando se está a limpar. Ao limpar o chão, tem de mover o mobiliário, e isso nem sempre pode funcionar se estiver por sua conta. Terá de o mover ou não limpar o chão debaixo do banco. Os alimentos ou talheres também podem cair por baixo. Tirá-los de lá será um problema.
  • Não é conveniente para quem se senta para sair. Especialmente se o banco estiver junto a uma parede ou se houver muitas pessoas sentadas sobre ele. Os convidados teriam de se mover ou levantar-se todos de uma vez se uma pessoa sentada na parede quisesse sair.

Outra grande desvantagem é a poluição. Durante a festa não é possível controlar cada convidado para que ele deixe cair acidentalmente alguma coisa, pelo que com o tempo será necessário remover gordura e outras manchas dos estofos.

Como escolher um tamanho para um banco de cozinha

É mais difícil escolher um banco numa pequena cozinha onde o espaço é significativamente limitado e não é desejável desarrumá-lo. Ao escolher, devem ser tidas em conta várias características desta peça de mobiliário.

Desenho

Se a escolha for entre uma bancada simples e barata sem gavetas e uma mais cara, mas com armazenamento adicional, a segunda opção deve ser preferida. Há dois grandes argumentos a favor de um banco com gavetas: pode poupar dinheiro e não tem de comprar um armário separadamente. A segunda vantagem é a poupança de espaço, uma vez que não é necessário colocar outro armário.

Tamanho

A bancada deve ser escolhida com base no tamanho da sala e do próprio mobiliário. Para salas pequenas, a melhor solução é um sofá de canto que não ocupa muito espaço. Para salas grandes, pode escolher bancadas de qualquer tamanho. É até possível colocar uma mesa no centro ou ao lado de uma janela e ter bancos em cada extremidade como em cafés ou restaurantes. Depois é confortável para os convidados saírem.

Layout

Se a cozinha for estreita e alongada, um banco de canto não funcionará, pois pode ser difícil posicionar bem. Prefere ter um banco direito.

O mobiliário de canto fica bem em salas quadradas.

Como escolher um desenho de bancada

É possível ver vários desenhos em lojas:

  • Um banco simples. Esta é a opção mais comum e mais favorável ao orçamento. Tal banco pode mesmo ser feito com as suas próprias mãos a partir de materiais improvisados. Como regra, não há estofos têxteis, o banco é completamente feito de MDF.
  • Estofado. Tal mobiliário é agradável ao toque e é confortável de se sentar. A durabilidade depende do material. Quanto melhor for a qualidade, mais tempo os estofos irão manter a sua aparência. O lado negativo de um banco deste tipo é o preço elevado.
  • Os cantos. Ideal para proprietários de pequenas cozinhas num apartamento de um quarto. É compacto, por isso não ocupará muito espaço. Também pode ser colocado num canto junto a uma janela.
  • Com gaveta. Outra opção, e obrigatória para qualquer pessoa com uma sala pequena. Com a sua ajuda, é possível poupar significativamente espaço na sala, devido ao sistema de armazenamento. Este modelo desempenha a função de “2 em 1”. Embora este tipo possa ser significativamente mais caro, mas justifica plenamente o seu preço.
  • Com o dorminhoco. Esta opção é adequada para aqueles que têm convidados a passar a noite depois de longas conversas. Especialmente bem sucedido será um banco deste tipo para o estúdio, onde não há espaço extra para um lugar de dormir adicional.

Que material de estofamento escolher

Se tiver optado por um modelo estofado, precisa de saber que material de estofamento escolher para que dure o máximo de tempo possível.

Couro ou courinho

Elegante e com um aspecto distinto, é procurada. Adequado para estilos minimalistas e escandinavos e também para a vida no campo. Um modelo universal. Mas este tipo de material de estofamento tem uma série de desvantagens significativas. A altas temperaturas, o couro aderirá ao corpo, o que não é muito agradável. Além disso, a pele não é o material mais durável. Fenda-se rapidamente, e a sua substituição não é barata. Além disso, este estofo está contra-indicado se houver animais de estimação em casa.

Couro Ecológico .

Ao contrário da opção anterior, este é um material mais durável. Além disso, o couro ecológico é resistente à geada.

Tecido impregnado

Os têxteis de cozinha são propensos a desenvolver manchas que são difíceis de remover. Isto pode ser ultrapassado com a impregnação de estofos. Os derrames de bebidas não podem ser absorvidos, e podem ser eliminados rapidamente.

Os alimentos que são derramados nos estofos também garantem que a gordura não é absorvida rapidamente e que é fácil de remover.

Materiais da moldura

A segunda consideração ao comprar uma bancada é de que material deve ser feita a moldura. Na maioria das vezes é feito de MDF ou de aglomerado. Bancos feitos de uma moldura de madeira parecem mais elegantes e de alta qualidade. O aço inoxidável também pode ser utilizado.

Características de molduras feitas de diferentes materiais:

  • Madeira. Os modelos feitos de madeira são amigos do ambiente e têm um aspecto muito natural. Das desvantagens são o preço elevado, a necessidade de manutenção regular e o peso pesado.
  • Metal. Este tipo é caracterizado pela durabilidade e praticidade. O metal é fácil de tratar. Das desvantagens são o peso pesado e, se o corpo for feito de alumínio, não durará muito tempo.
  • MDF e aglomerado de partículas. A opção mais amiga do orçamento. As vantagens incluem também um pequeno peso do produto, uma vasta gama e uma variedade de design. As desvantagens são o afrouxamento rápido dos parafusos, arranhões na superfície, uma elevada probabilidade de lascar.
  • Plástico. Pode comprar um banco de plástico, mas não para a cozinha da casa. Por exemplo, uma tal variante será adequada para a casa de campo. Os bancos de plástico são duráveis e de baixo preço.

Como escolher uma cor e desenho para um banco de cozinha

Uma consideração importante ao escolher um banco para a cozinha é decidir sobre a cor e o estilo. Antes de mais, é preciso começar com o estilo interior da própria cozinha.

Como escolher um desenho

Uma bancada deve ser escolhida com base na concepção geral do interior. Ficará estranho se o quarto for feito em estilo loft, e o mobiliário no campo ou no estilo Provença.

Que estilos interiores existem:

  • Escandinavas. Pastel, as cores neutras prevalecem: bege, arenoso, branco, cinzento. Podem ser acrescentados alguns acentos brilhantes. O mobiliário é simples, mas ao mesmo tempo funcional.
  • Provença. O desenho é baseado em tons pastéis. O mobiliário é elegante, ao estilo francês. Os ornamentos florais são encorajados. Também é desejável ter vasos com flores frescas na sala.
  • Minimalismo. Não são utilizados objectos desnecessários no interior. A cozinha deve conter apenas o essencial. O mobiliário é simples, monocromático. São utilizados principalmente tons de branco, preto, castanho e cinzento.
  • País. Estilo tradicional rústico americano de quinta. O desenho utiliza predominantemente materiais naturais tais como madeira e pedra. A paleta básica é quente – castanho, laranja. Há também muitos têxteis. Um banco de madeira com almofadas em padrões florais é ideal para o estilo do campo.
  • Loft. Este estilo tornou-se popular não há muito tempo, mas já conseguiu ser amado por muitos. Caracteriza-se por paredes de tijolo em bruto, um máximo de espaço aberto, a utilização de pedra e betão. A paleta de cores pode variar do quente ao frio.

É melhor se o conjunto de cozinha já incluir um banco como elemento adicional. Dessa forma, não tem de se preocupar em combiná-lo com um conjunto existente.

Como escolher uma cor

É preciso pensar nas cores ao escolher qualquer peça de mobiliário. Por exemplo, se a sala estiver numa paleta predominantemente leve, pode comprar um sofá de bancada na cozinha num tom ou numa tonalidade contrastante e brilhante. Esta seria uma solução elegante e invulgar.

Se optar por um banco de cor clara, pode ser muito complicado livrar-se de manchas quando estofado com tais cores.

Outra opção é obter um banco de cozinha com o mesmo esquema de cores. Se o quarto estiver em verde, por exemplo, os estofos devem estar na mesma cor.

Não é necessário escolher um banco com almofadas têxteis. Existem muitas outras opções de estofos. Por exemplo, a leatherette. Este estofo pode também estar em diferentes tonalidades, não apenas o clássico preto ou castanho. O couro também ajuda a prevenir manchas de gordura e é mais fácil de limpar.

Uma bancada para a cozinha é uma óptima opção para diversificar a sala. Este tipo de mobiliário tem muitas vantagens, mas há também desvantagens, pelo que é necessário ponderar os prós e os contras ao escolher um sofá de bancada.

Design Vagrant