Desenhos rectos de cozinha em larguras de 2 metros por 2, 3, 4 ou mesmo 5 metros

Banheiros

A maioria dos apartamentos da cidade são muito pequenos, por isso é raro que se possa dedicar muito espaço a uma cozinha. Especialmente em Khrushchevs, que têm tectos baixos e uma pequena pegada. Mas os espaços minúsculos não são um veredicto. Com a disposição, desenho e esquema de cores correctos, pode até fazer uma cozinha de 2x2m na imagem perfeita para a Instagram.

Os benefícios de uma cozinha de 2x2m

Antes de ficar frustrado por o espaço disponível ser demasiado pequeno, tem de considerar se precisa realmente de muito espaço de cozinha:

  • Uma cozinha 2/2 tem vantagens significativas que compensam parcialmente a falta de espaço. É mais barato de construir e é uma grande vantagem porque utiliza materiais de maior qualidade e, portanto, mais caros.
  • Espaços mais pequenos tornam mais fácil manter as coisas arrumadas. Quanto menos espaço, menos possibilidade de desorganizar as superfícies de diferentes vasos, caixas e sacos, e a falta de espaço para trabalhar, será um incentivo constante para colocar todo o material extra nas prateleiras.

Os pequenos espaços, por outro lado, precisam de ser corrigidos para que não incomodem mais o proprietário da casa.

Um esquema de cores inteligente pode ampliar visualmente uma sala apertada e, com a ajuda de sistemas de armazenamento ergonómicos, aumentar o espaço para artigos essenciais. E pode escolher qualquer estilo de interior para se adequar aos seus próprios gostos. O principal ao planear é evitar os desenhos que estão fora de moda e aplicar conselhos profissionais para criar desenhos na moda.

Os melhores designs para pequenas cozinhas

A disposição mais popular para uma cozinha de 2 metros é a recta (linear). Permite-lhe mesmo organizar a área de refeições. Com o design certo e mobiliário ergonómico, mesmo cozinhas rectas de 2 metros serão acolhedoras e multifuncionais, as fotos abaixo confirmam isto.

Alta tecnologia

A alta tecnologia combina a multifuncionalidade e o minimalismo. Pode ser criativo com este desenho, usando acentos escuros, brilho e cromado. O equilíbrio deve ser alcançado através da utilização de paredes de luz e muita luz.

O estilo ‘high-tech’ faz uso de iluminação pontual e iluminação de acentuação.

Como se pode ver na fotografia, o desenho de uma cozinha recta de 2 metros, criada sobre o contraste de paredes claras e um avental escuro, ajuda a elevar visualmente o tecto.

estilo escandinavo

Scandi é amado por muitos pela sua versatilidade. Este estilo pode ser utilizado em todo o apartamento, criando um único desenho harmonioso. Scandi caracteriza-se pelo facto de ser sempre feito em branco ou em tons de branco (marfim, bege claro, cinzento claro). Perfis de armação com pegas pretas e decoração colorida sob a forma de belas louças ou plantas diluirão ligeiramente a cor branca, impedindo que a sala se transforme num armário de medicamentos.

Clássico e país

Os clássicos são caracterizados por uma abundância de decoração nos perfis. Punhos esculpidos, dourados e grão de madeira pesada fazem com que se desloque numa pequena cozinha. Além disso, o desenho também tem um aspecto antiquado e campestre.

O país é um estilo ‘rústico’ que utiliza materiais naturais. Este estilo é decorado com frascos de vime, cestos de vime e plantas. Belos tecidos naturais com ornamentos rústicos (flores, pontos de polca, xadrez), que ajudarão a definir os sotaques.

Os tons quentes das cores branco e pastel como azul claro, turquesa e verde podem ser usados em estilo rústico.

Minimalismo – puro e limpo

O minimalismo está na moda e não apenas na roupa. Quanto menos detalhes em vista completa, mais severas as linhas e mais silenciosas as cores, melhor. Tal sala é mais fácil de manter limpa e se quiser mudar a decoração, pode mudar completamente o interior.

O minimalismo é caracterizado pelas seguintes qualidades:

  • Os aparelhos embutidos são uma obrigação;
  • a utilização de não mais de três cores calmas no interior, uma das quais pode ser um sotaque;
  • uma geometria rigorosa.

Qualquer material pode ser utilizado, desde que seja sem adornos e perfeitamente acabado.

A decoração numa tal cozinha pode ser uma unidade de parede escura, uma parede de acentuação pintada de cor escura ou uma parede com textura clara. Um relógio de parede, um ou dois quadros de estilo moderno e, claro, plantas também podem ser utilizados. O minimalismo frio ganha imediatamente vida com o aparecimento do verde.

Opções de layout numa pequena cozinha

Uma cozinha de 2 por 2 metros pode ser criada quer como uma disposição linear, em forma de L ou em U.

Quem beneficiaria de uma disposição linear?

Geralmente optam por uma área rectangular. Por exemplo, numa cozinha de 2 por 5 metros, poderia ter um conjunto de unidades ao longo da parede longa e um bar no lado oposto em vez de uma mesa de jantar.

A única escolha que resta é se será a área de jantar ou o lavatório junto à janela. Ambas as opções tornarão muito mais agradável passar tempo na cozinha. A disposição linear é ideal para um pequeno apartamento de estúdio. Equipada com a mesma cor da zona de estar, a cozinha fará parte do interior e não será notória.

As unidades em forma de L ou em ângulo também se adequam a salas rectangulares. A vantagem é que pode ser utilizado num canto. A forma em L dá-lhe a oportunidade de criar um “triângulo de trabalho” composto pelo fogão, frigorífico e lavatório, sem trazer a área de jantar para a sala de estar.

Em forma de U

A forma em U funciona bem para salas rectangulares medindo dois por três e dois por quatro metros. Faz o máximo uso do espaço. Utilizando uma forma em U num desenho de cozinha de 2 por 3 metros, a área de jantar terá de ser deslocada para a sala de estar ou para uma zona de sentar de bar feita. No caso de uma cozinha de 2 por 4 metros, a área de jantar pode ser mantida escolhendo uma pequena mesa redonda com cadeiras pequenas.

Para um estúdio, a disposição em U só é adequada se a área for grande, ou se a área de refeições for montada com um bar ou uma mesa de arrancamento.

Escolha de um esquema de cores para uma cozinha recta de 2 metros

Já não é segredo que as cores claras fazem a sala parecer maior, e que se pode “nivelar” as bordas da cozinha com as paredes, escolhendo mobiliário leve.

Muitas pessoas evitam o branco como uma cor demasiado fria, enquanto que o branco e as suas tonalidades são as mais fáceis de combinar. Usando uma base pastel leve, podem então ser acrescentados acentos brilhantes, se desejado.

Se forem utilizadas cores brilhantes e ácidas na área da cozinha, assim que o entusiasmo inicial se desgasta, podem tornar-se um incómodo e causar um pouco de tensão ocular. As cores brilhantes também tornam mais difícil combinar a decoração com o esquema de cores.

O tecto e o pavimento em pequenas cozinhas devem ser de cor clara. Pode escolher superfícies brilhantes ou foscas ao seu próprio critério.

Superfícies brilhantes reflectem a luz e assim ampliam visualmente o espaço.

Móveis e colocação de aparelhos numa pequena cozinha

A colocação de mobiliário é uma consideração chave no planeamento de um layout de cozinha.

Área de trabalho

Para o máximo conforto de cozedura, aplica-se a regra do “triângulo de trabalho”: o lavatório, o fogão e o frigorífico devem estar na mesma distância um do outro. É importante notar que não é aconselhável colocar um fogão a gás junto a um armário ou a um frigorífico. Isto não é seguro e o armário estará sempre coberto de gotas de gordura.

O lavatório também pode ser colocado perto de uma janela. Isto torna a lavagem mais agradável e ao colocar uma planta em frente à janela pode evitar ter de a limpar com tanta frequência. E as plantas ficarão mais confortáveis num local com maior humidade e luz solar.

Se a disposição for em L, o lavatório pode ocupar um canto, poupando muito espaço para a área de trabalho.

Os aparelhos embutidos são a melhor forma de fazer um uso inteligente do espaço numa sala pequena. Também permite um desenho monocromático sem transições frequentes.

Sistemas práticos de armazenamento como prateleiras duplas e suportes de tampa nas portas ajudam-no a encontrar espaço para mais utensílios de cozinha.

Em vez de uma placa completa, poderia optar por uma placa de gás com dois queimadores, o que facilita a sua colocação e aumenta a área de trabalho. É raro, de qualquer forma, que sejam necessários quatro queimadores ao mesmo tempo. Em vez de um forno e um microondas, pode escolher um forno com um magnetrão incorporado.

Também é possível uma pequena máquina de lavar louça, mas se a cozinha tiver menos de 5 metros quadrados, então a área de refeições seria sacrificada.

A zona de refeições

A zona de jantar é outro ponto doloroso para os donos de cozinhas com uma cozinha de dois metros de largura ou comprida. A mesa de jantar terá muito provavelmente de ser mudada para a sala de estar. Se a área for maior que 5 metros quadrados, pode ser colocado um balcão de bar com cadeiras elegantes em vez da mesa. Esta opção parece muito moderna e confortável.

Numa cozinha 2 por 5, podia-se colocar uma mesa redonda, pois poupa espaço, e um pequeno sofá no canto. Isto tornará a sala alongada em duas zonas.

Iluminação para uma cozinha recta de 2 metros

A iluminação desempenha um papel fundamental em espaços pequenos. As cortinas densas devem ser alteradas a favor do tule, persianas ou sombras romanas leves. Quanto mais arejados forem os têxteis, melhor para espaços apertados.

Para ampliar visualmente a pequena sala pode usar iluminação pontual, tiras de LED sobre a área de trabalho e modernos arandelas e candelabros decorativos.

Nunca se pode ter demasiada luz, por isso é importante que cada grupo individual de luzes tenha o seu próprio interruptor de luz. Isto permite-lhe usar tanta luz quanto necessitar.

O que não é recomendado numa pequena cozinha

As seguintes técnicas não são recomendadas para uma sala pequena, para que se possa manter o design actualizado e ergonómico:

  • Tectos de vários níveis e escuros. O tecto dividido, outrora difícil, já não é relevante. Estão associados ao início dos anos 2000 e podem arruinar qualquer interior. Quanto aos tectos, é bastante simples; uma cor mais escura faz com que o tecto pareça mais baixo, o que faz com que uma sala pequena pareça ainda mais pequena.
  • Cantos arredondados. Sim, pode poupar um pouco de espaço, mas também afecta drasticamente a qualidade visual da sala. Especialmente se forem usadas frentes brilhantes. Se desejar, pode arredondar o canto da cozinha, mas neste caso deve dar preferência às portas foscas, o que não acentuará este detalhe. As arestas afiadas ficam bem em espaços pequenos. Linhas horizontais e niveladas acrescentam largura, enquanto linhas verticais fazem o tecto parecer mais alto.
  • Prateleiras abertas em abundância. As prateleiras abertas tendem a recolher muitos artigos pequenos, fazendo-os sentir desarrumados e desarrumados, mesmo que tudo esteja no seu devido lugar. Mas não tem de passar sem prateleiras abertas. Podem ser um acento interessante no design, mas depois devem ser colocadas plantas decorativas, pratos bonitos ou outros acessórios semelhantes em estilo.
  • Os armários superiores não estão alinhados até ao tecto. Forrados até aos armários do tecto ajudam a criar mais espaço de armazenamento e a elevar visualmente o tecto. Além disso, esta técnica está em tendência e torna o design moderno.
  • Puxadores que chamam a atenção nas portas. Tais elementos serão muito apelativos e tornarão impossível acrescentar outros sotaques ao interior. Para evitar o excesso de colorido, as pegas podem ser omitidas em favor de perfis sem pegas.

Para que a sua cozinha se sinta bem, deve não só ter uma boa aparência, mas também ser confortável e segura. Se tudo for planeado de acordo com as recomendações dos designers, o resultado será agradável para os olhos durante muitos anos.

Design Vagrant